Notícias em Destaque

ADÉLIO X BOLSONARO

Novo relatório da PF aponta que Adélio agiu sozinho na facada contra Bolsonaro
Relatório que será apresentado nas próximas semanas mostrará que Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada, não recebeu ajuda de terceiros; tampouco houve um mandante para o crime, teoria defendida por Jair Bolsonaro


A Polícia Federal apresentará nas próximas semanas um relatório das investigações sobre o caso da facada contra o então candidato Jair Bolsonaro, durante a campanha de 2018. De acordo com a colunista Bela Megale, do O Globo, o relatório mostrará que Adélio Bispo de Oliveira, autor da facada, não recebeu ajuda de terceiros; tampouco houve um mandante para o crime, teoria defendida por Jair Bolsonaro.

No documento, haverá também todos os detalhes da investigação feita até o momento sobre o atentado ocorrido em um comício em Juiz de Fora, Minas Gerais.
Ao menos 192 pessoas já foram ouvidas pela PF, entre testemunhas e suspeitos. Há, ainda, 23 laudos periciais que mostram dados extraídos de celulares e computadores. Essa seria a segunda investigação da PF sobre o ataque. Na primeira ocasião, a polícia já havia concluído que Adelio agiu sozinho.
Adélio foi considerado inimputável por ter transtorno delirante persistente e, por isso, não pode ser alvo de punição. Mas será mantido num hospital psiquiátrico por tempo indeterminado.
No entanto, a reportagem afirma que a investigação continuará em andamento, mesmo com a apresentação do relatório. Isso porque a polícia ainda espera uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre a PF poder realizar uma perícia do celular do advogado de Adélio, Zanone Manuel de Oliveira. O objetivo da equipe é saber quem contratou a defesa e se ele foi pago para fazê-lo.

Fonte:ATENTADO

Nenhum comentário

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Site GutemBA News.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O ADM pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.