Notícias em Destaque

AGRESSÃO AO JORNALISTA E A LIBERDADE DE IMPRENSA

Cala boca de Bolsonaro é o equivalente aos chutes da sua matilha em jornalistas
"Ambas agressões significam censura e restrição ao trabalho de jornalistas, e representam uma violência brutal às garantias fundamentais de liberdade de imprensa, informação e expressão previstas na Constituição", escreve o colunista Jeferson Miola
A cena do candidato a Hitler brasileiro postado com agressividade na entrada do Palácio do Alvorada e mandando os jornalistas calarem a boca, é a expressão de um sujeito não somente ensandecido, mas de alguém cuja continuidade na presidência agravará a violência fascista no país.

Não há, em absoluto, nenhuma diferença entre a agressão física da matilha bolsonarista contra jornalistas e a agressão verbal do Bolsonaro à imprensa.
O “cala boca!” ordenado por Bolsonaro é o equivalente verbal dos chutes, empurrões e socos de bolsonaristas em jornalistas. É uma senha para a liberação da violência contra a imprensa, a oposição e a qualquer pessoa que não se alinhe ao fanatismo extremista.
Ambas agressões significam censura e restrição ao trabalho de jornalistas, e representam uma violência brutal às garantias fundamentais de liberdade de imprensa, informação e expressão previstas na Constituição.

Fonte: Brasil 247
Saiba mais...CALA A BOCA
Colunista: Jeferson Miola: Integrante do Instituto de Debates, Estudos e Alternativas de Porto Alegre (Idea), foi coordenador-executivo do 5º Fórum Social Mundial

Nenhum comentário

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Site GutemBA News.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O ADM pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.