Notícias em Destaque

EIS A PERGUNTA, SERÁQUE VAI ACONTECER DE NOVO?

Quem vai proteger o delator Paulo Marinho?
"O bolsonarismo deixará Marinho livre e solto, depois das revelações sobre a blindagem da Polícia Federal à família na campanha de 2018?"
questiona Moisés Mendes



Moisés Mendes é jornalista, autor de “Todos querem ser Mujica” (Editora Diadorim). Foi editor especial e colunista de Zero hora, de Porto Alegre.


Gustavo Bebianno e Paulo Marinho são dois dos mais importantes criadores de Bolsonaro. Foram eles que, nos bastidores, deram lastro à ideia de que Bolsonaro era um candidato viável e sustentaram as estruturas de campanha.
Bebianno, líder do partido que acolheu Bolsonaro, virou seu inimigo e está morto. Marinho, que ofereceu o carinho dos ricos e a estrutura de marketing de produção de fake news que ajudou a construir o bolsonarismo, precisa ser protegido.
Marinho é de outro time de desafetos, com status bem acima de Bebianno e Adriano da Nóbrega, o miliciano executado na Bahia.
O bolsonarismo deixará Marinho livre e solto, depois das revelações sobre a blindagem da Polícia Federal à família na campanha de 2018?
Marinho sabe, além do que já contou, muito mais da estrutura mafiosa que sustentou Bolsonaro, desde a campanha até agora.
Como já falou sobre as conexões da família com a Polícia Federal, pode querer falar mais, até para buscar proteção e mandar recados aos Bolsonaros.

Saiba mais:PROTEÇÃO

Nenhum comentário

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Site GutemBA News.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O ADM pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.