Notícias em Destaque

Instituto Marielle Franco luta para “regar sementes” dois anos após o crime

Ainda sem respostas sobre crime que matou Marielle Franco e Anderson Gomes, instituto organiza manifestação simbólica neste sábado

Defender a memória, lutar por Justiça, espalhar o legado, regar as sementes. No dia 14 de março de 2018, Marielle Franco, Anderson Gomes e uma assessora da vereadora do PSOL voltavam de um evento no bairro do Estácio, região central do Rio de Janeiro, quando foram atingidos por uma rajada de tiros. Marielle e Anderson morreram na hora. Dois anos depois, as frases do início deste parágrafo marcam o esforço de um instituto de manter a indignação pelo caso e a esperança para futuras gerações que vejam Marielle Franco como um modelo a ser seguido.

As respostas à pergunta “Quem mandou matar Marielle?” ainda são desconhecidas, apesar do anúncio recente de que os dois suspeitos do crime irão a juri popular. O assunto nunca saiu do radar – fato que os familiares souberam ler do ponto de vista positivo e negativo e que, no final, acabou no saldo de criar o Instituto Marielle Franco.

Saiba mais.....SOCIEDADE

https://www.cartacapital.com.br/sociedade/instituto-marielle-franco-luta-para-regar-sementes-2-anos-apos-crime/ 

Nenhum comentário

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Site GutemBA News.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O ADM pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.