Notícias em Destaque

ZENA IMBATÍVEL

 

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/tratamento-de-zenaide-luz

Esse relato de nosso colega/amigo CAIO LUZ se encontra na publicação da Vakinha

ZENA IMBATÍVEL" é a minha mãe. 

E eu, enquanto filho único, vou contar pra vocês um pouco da história  de uma moça que é pra mim, uma mãe e um pai. Uma jovem que contribui para mudanças significativas na tradição patriarcal em que estamos inseridos. Vou explicar porquê...

Não! Não fomos uma família nuclear, formada tradicionalmente por um pai, uma mãe e um filho. Somos uma família MONOPARENTAL feminina. E aqui, o homem não foi o provedor moral, nem muito menos, financeiro. Ela sim, foi quem venceu a falsa condição de fragilidade e vulnerabilidade econômico-social, e passou a redesenhar toda nossa história.

Enquanto enfrentava dupla jornada de trabalho fora e dentro de casa, manteve a minha educação como garantidora de um futuro mais promissor. Atualmente, enquanto eu concluo uma licenciatura e sigo com um bacharelado, ela trabalhou incessantemente em várias condições subalternas, até o dia do primeiro AVC em dezembro de 2019. E por Zenaide Luz, eu morro de orgulho.

Mas calma  que vou explicar melhor...

O histórico clínico é o seguinte:

Primeiro, um AVC Isquêmico em dezembro de 2019, como resultados de uma semana com picos de pressão alta/HIPERTENSÃO. E o segundo foi um AVC Hemorrágico de grande proporção, causado por um ANEURISMA, em janeiro de 2020.

Após o internamento e estabilização, ela foi encaminhada para uma cirurgia de urgência chamada CRANIECTOMIA DESCOMPRESSIVA, um procedimento neurocirúrgico de retirada de parte do osso craniano para que o inchaço do local cerebral tocado na cirurgia, se expanda sem ser comprimido. Esse osso segue armazenado na região abdominal aguardando a liberação da cirurgia de recolocação, pós Pandemia.

O mês de fevereiro do ano em vigência, foi marcado por tentativas incessantes pela sobrevivência. Resistir ao coma depois de uma cirurgia tão delicada, não foi tarefa fácil. Mas a luta pela vida ainda continua, e é por isso que eu estou aqui. 

Os dois AVCs, em seguida, geraram várias sequelas e hoje ela se tornou uma paciente completamente acamada, e passiva a várias atividades. Sem força no tronco nem para sentar sozinha, sou eu que sou o seu auxiliador mútuo. ela só movimenta um lado do corpo, mas tem potencial para sua independência. 

Nas avaliações  realizadas por fisioterapeutas especialista na área de "neuro" em Julho deste ano, ficou evidente que minha mãe precisava começar essas sessões de Fisioterapia Neurofuncional o mais breve possível, para que não houvesse perdas secundárias por conta da lesão cerebral grave, como por exemplo: perda de aprendizado motor, escaras, perda de força, encurtamento muscular e articular, e tornando o processo ainda mais difícil de ser revertido. E foi nessa luta que eu, minha família, amigos de perto e de longe, embarcamos há alguns meses. 

Atualmente, a proposta foi e ainda é, investir com doses altas em exercícios com equipamentos de alto custo, entretanto, específicos e indispensáveis para o caso de minha mãe. Como por exemplo:

-Maca ortostática - Que nos ajude a colocá-la de pé sem risco. Possibilitando realizar trabalho de controle e equilíbrio de tronco, dentre ouros.

-Guincho e esteira elétrica - Que nos dê a possibilidade de realizar um trabalho de marcha, também com segurança, o que chamam de estimulador de padrão central de marcha. 

Ou seja, investimentos altos, mas que serão capazes de honrar com dignidade a reabilitação da minha mãe. E por isso, escrevo esse pedido de ajuda.  

O valor de cada sessão, por hora/por dia, incluindo finais de semana e feriados, está nos custando em média R$ 160,00 reais. Isso mesmo! Valor para quem tem plano de saúde, e plano de saúde que cubra, ainda que por meio de uma liminar judicial. Mas eu, enquanto estudante desempregado e ela, apenas com a renda proveniente do benefício do INSS, que ainda não é fixo pela impossibilidade da realização das perícias médicas, por conta da pandemia, não conseguimos pagar isso sozinhos. Tenho feito rifas,  vendo máscaras personalizadas com a logomarca criado especialmente para ela (ZenaImbatível), mas ainda não consigo arcar com tudo. 

É claro que a recuperação será a longo prazo, mas essa vaquinha nos garantirá pelo menos 6 meses de tratamento. Então, de Fisioterapia o custa está sendo de R$ 4.800 por mês, para 6 meses serão R$ 28.800.

Também com a necessidade de Fonoaudiologia para a reabilitação da fala e a diminuição dos engasgos frequentes com a deglutição. Tratamento este que ainda não tivemos acesso, mas que, para 6 meses, teremos aproximadamente um custo de R$ 9.660 que envolverá consultas mensais e 3 sessões semanais. 

Ressalto aqui que não possuímos plano de saúde. E que, se ela tivesse força hábil para se deslocar pra esses atendimentos, teríamos, quem sabe, um suporte do SUS. Mas com a mobilidade reduzida e dependendo exclusivamente de um atendimento a domicílio, está sendo aconselhável uma assistência particular.

O valor estimado aqui equivale a 6 meses de tratamento, baseados na oferta desses serviços em nossa cidade.

Assim, eu, Caio de Souza Luz, filho único de Zenaide de Souza Luz, aqui do interior da Bahia, conto com você. Porque cada contribuição, ainda que pouca ao seus olhos, me ajudará a honrar esse meu maior compromisso: A REABILITAÇÃO DA MINHA MÃE. E com toda solidariedade que já tenho vivenciado de pessoas de todos os cantos, tenho aprendido que pequenas sementes também carregam o potencial de se transformarem em grandes árvores.

SEJA LUZ VOCÊ TAMBÉM ! Colabore! Nos ajude!

 #zenaimbativel 

Instagram @sercaio.luz

Telefone : 75988866195

Nenhum comentário

AVISO: os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Site GutemBA News.
É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O ADM pode até retirar, sem prévia notificação, comentários ofensivos e com xingamentos e que não respeitem os critérios impostos neste aviso.